Artesanato inspirado no Círio de Nazaré é destaque em exposição no Rio de Janeiro

Artesanato inspirado no Círio de Nazaré é destaque em exposição no Rio de Janeiro
Exposição ocupará uma das salas do Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro, de 02 a 30 de outubro Os trabalhos de artesãos do Pará, inspirados no Círio de Nazaré, ocupará, de 02 a 30 de outubro, uma sala do Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB). A exposição "Círio de Cores e Sabores" mostrará um conjunto de objetos decorativos e utilitários típicos da região, feitos em cerâmica, fibras vegetais, cuias, tecidos, madeira, miriti, entre outros. A abertura oficial será nesta sexta-feira (01), 17h, restrita a convidados, mas terá transmissão pelo Youtube do CRAB (CRAB Sebrae).

Na entrada da mostra, o visitante verá a instalação "Mandingas do Veropa", na qual serão apresentados os tradicionais Cheiros do Pará, feitos com a mistura de ervas amazônicas para atrair bons fluídos, segundo as erveiras do Ver-o-Peso. A ideia é recepcionar o público de um jeito bem paraense, antes dele entrar no universo do tema da mostra.

Artesanato inspirado no Círio de Nazaré é destaque em exposição no Rio de Janeiro

Carlos Borges

A gastronomia paraense também estará representada em uma mesa cenográfica do tradicional almoço do Círio, associado às várias tipologias do artesanato paraense nos sousplats de fibra de tucumã (Trançados de Arapiuns – Santarém), pratos de cerâmica com grafismos marajoaras (Distrito de Icoaraci), panelas de cerâmica refratária (São Mateus e Vila que Era- Bragança), porta guardanapo de miriti (Abaetetuba), entre outros. Pato no tucupi, maniçoba e arroz paraense vão compor o cenário.

"Nesta exposição vamos mostrar o Círio sob a ótica da cultura do artesanato e da gastronomia do Estado do Pará, revelando que a festa vai muito além da religiosidade, apesar de essa ser sua essência. Com a mostra, queremos dar ainda mais visibilidade a quem empreende nesses segmentos além dos limites de nosso estado, criando oportunidades de negócios", destaca o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Rubens Magno. A entidade está coordenando as atividades da exposição, sendo responsável, inclusive, pela curadoria das peças.

As 174 peças, de 25 artesãos de Abaetetuba, Belém, Bragança e Santarém em exposição poderão ser adquiridas. Toda a negociação para a comercialização será feita diretamente com os artesãos, por meio da plataforma Amazônia Market (amazoniamarket.com.br). A retirada dos objetos será no CRAB, no final da mostra.

A mostra "Círio de Cores e Sabores" ocupará uma sala no térreo do CRAB. A visita deverá ser agendada pelo link: https://bit.ly/VisiteOCRAB. O visitante deverá seguir todos os protocolos de segurança sanitária contra a Covid-19 (exigência de máscara, uso de álcool gel, distanciamento e comprovante de vacinação, conforme determinado pela Prefeitura do Rio de Janeiro). A entrada é gratuita.

O Pará inaugura a série de Ocupações que o CRAB criou para abrigar mostras temporárias com o artesanato dos estados. "Círio de Cores e Sabores" será uma homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, para dar visibilidade ao talento dos artesãos paraenses e promover comercialização.

Abertura

Na abertura oficial da mostra haverá uma rodada de Carimbó, momento que representará a "Festa da Chiquita", evento já tradicional na noite do sábado que antecede o Círio, com o grupo carioca Letto e o Baile Norteado – que tem integrantes paraenses e que divulga a dança folclórica e a música do estado do Pará em várias regiões do país.

Algumas iguarias do tradicional almoço do Círio de Nazaré poderão ser degustadas no evento de abertura da mostra, preparadas pelo paraense Claudomiro Maués, o chef Bola, que estará presente na abertura.

Sobre o CRAB

O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), criado em março de 2016, tem como missão promover o artesanato nacional e contribuir para qualificar a imagem dos produtos feitos à mão no Brasil. Em suas galerias estão ou passaram importantes trabalhos de artesanato revelando histórias, origens e territórios do país.

O local abriga uma coleção permanente de 1.500 itens de todos os tipos, que representam a expressão da cultura popular e da criatividade brasileira.