TOCANTINS ANUNCIA DISTRIBUIÇÃO DE SEMENTES E CALCÁRIO A PRODUTORES RURAIS

Seagro afirma que é cedo para falar em perda da produção, mas que acompanha a situação nas lavouras de perto.

TOCANTINS ANUNCIA DISTRIBUIÇÃO DE SEMENTES E CALCÁRIO A PRODUTORES RURAIS

PALMAS - Pequenos agricultores que tiveram plantações inundadas pelas enchentes dos rios no Tocantins deverão receber sementes e calcário (mineral usado na melhoria das condições do solo) para replantar as lavouras. Até o momento, o maior impacto das cheias foi na agricultura familiar de quem mora nas regiões ribeirinha, principalmente ao longo do rio Tocantins. Estas comunidades geralmente plantam para subsistência.

A Secretaria de Agricultura (Seagro) afirma que é cedo para falar em perda da produção, mas que acompanha a situação nas lavouras de perto. As sementes que serão distribuídas são de arroz, milho e feijão. Os campos de soja estão plantadas em regiões mais altas e por isso não foram muito afetados pelos alagamentos, apesar de estarem sendo monitorados para o surgimento de pragas por causa do excesso de umidade.

"Em razão da baixa fotossíntese das plantas, e algumas doenças como a antracnose da soja, ferrugem nas plantas frutíferas, além de causar a lixiviação dos fertilizantes, em razão do excesso de chuvas", disse o secretário Executivo da Seagro, Adenieux Santana.

Além das sementes e do mineral, as famílias também devem receber cestas básicas para amenizar os impactos até que a situação se normalize.

Em Araguaína, as chuvas, nos últimos meses, totalizaram 236 mm, volume acima da média histórica que é de 174 mm. Já em Pedro Afonso, os totais de chuva atingiram 290 mm, ultrapassando também a média do mês de 216 mm.