Universitarias Club - Acompanhantes
Eficaz Pesquisa

GAUTAM ADANI, o indiano que acaba de recuperar o título de homem mais rico da Ásia

Grupo Adani continuou a crescer e anunciou um investimento de US$ 100 bilhões na transição para a energia verde nos próximos 10 anos.

Por Real Radio TV Brasil em 07/01/2024 às 22:36:12

ÍNDIA - O empresário indiano Gautam Adani recuperou o título de homem mais rico da Ásia, de acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg. Adani, conhecido como um dos maiores empresários da Índia, teve sua fortuna diminuída em US$ 80 bilhões no ano passado, mas ganhou mais de US$ 13 bilhões em patrimônio líquido em apenas dois dias na última semana.

Com uma fortuna calculada em US$ 97,6 bilhões, ele ultrapassou seu compatriota Mukesh Ambani (US$ 97 bilhões) e voltou a ser o asiático mais rico do mundo.

Os investimentos de Adani são diversificados, incluindo minas de carvão, usinas de energia e aeroportos. No entanto, o conglomerado enfrentou dificuldades em 2023, quando suas ações registraram uma perda de mais de US$ 68 bilhões no valor de mercado, após acusações de manipulação de ações e fraude contábil feitas pela empresa de investimentos Hindenburg Research.

Adani chegou a ocupar a lista das pessoas mais ricas do mundo, mas seu patrimônio pessoal diminuiu US$ 34 bilhões em apenas três dias, fazendo com que ele caísse para o 11º lugar na lista da Bloomberg.

O grupo Adani afirmou que as acusações foram "mal intencionadas" e o caso foi levado aos tribunais. Na última quarta-feira, o Supremo Tribunal da Índia descartou as acusações contra o conglomerado, o que impulsionou o crescimento da fortuna de Adani.

Apesar do impacto causado pelas denúncias, o Grupo Adani continuou a crescer e anunciou um investimento de US$ 100 bilhões na transição para a energia verde nos próximos 10 anos. Além disso, a empresa apresentou um desempenho financeiro sólido e melhorou seu perfil de crédito no primeiro semestre do ano fiscal de 2024.

Gautam Adani nasceu no estado de Gujarat, no oeste da Índia, e abandonou a faculdade aos 18 anos para trabalhar em um comércio de diamantes em Mumbai. Ele começou a importar cloreto de polivinila (PVC) para o negócio de plásticos de seu irmão e, em 1988, fundou a Adani Enterprises, empresa líder do grupo, especializada em importação e exportação de commodities.

Com o tempo, o negócio evoluiu para mineração de carvão e, aproveitando a abertura comercial da Índia em 1991, Adani se tornou um dos principais empresários do país. Ele construiu um porto comercial, que se tornou o maior do país, e atualmente comanda sete aeroportos, representando cerca de 25% do tráfego aéreo indiano.

Adani também está expandindo sua atuação para países vizinhos, como o Sri Lanka, onde planeja construir um terminal portuário.

Fonte: Com informações da Jovem Pan

Comunicar erro
Eficaz Pesquisa
Eficaz Pesquisa